quinta-feira, 6 de novembro de 2008

DOENÇAS do coleiro





Doenças do Coleiro

Este é um texto com a maioria das doenças corriqueiras ligadas ao coleiro. Existem outras que não estão relacionadas aqui; mas a maioria dos males que acomete os coleiros podem ser encontrados aqui (inclusive com sugestões de tratamento).

Coleiro Evacuando Fezes Verdes:

Provavelmente um caso de Diarréia. Será necessário diagnosticar, posteriormente, a causa da diarréia. Nestes casos o coleiro encontra-se com as penas arrepiadas, as fezes aquosas e esverdeadas. Ao redor da cloaca as penas ficam sujas e o pássaro apresenta um aspecto ruim, de sujeira. A ave deve ser isolada das demais e sua gaiola e objetos (bebedouros e comedouros) esterilizados. As causas podem ser por ingestão de verduras mal lavadas, de alface (que solta o intestino do pássaro) ou sementes velhas. Este também é o quadro da Coccidiose e de Verminoses.

Coleiro Rouco ou Respirando de Bico Aberto:

Trata-se, provavelmente, de uma doença do trato respiratório. Estes problemas, geralmente, ocorrem quando há quedas de temperatura acompanhadas por correntes de ar. Nunca se deve tirar o pássaro de um local muito quente para um local muito frio sem antes prepará-lo. Deve-se fazer isso bem aos poucos, para que a ave não tenha um choque térmico. Isso pode deixar o coleiro "resfriado". Para tratar deste problema recomenda-se deixar o coleiro dentro de casa, encapado, aquecido por uma lâmpada pequena que fique próxima à gaiola. Caso não haja melhoras, a sugestão é de levar o coleiro a algum profissional habilitado (um veterinário).

Coleiro com Dificuldade de Evacuar ou Não Evacua:

Provavelmente um caso de prisão de ventre. Isso pode vir a acontecer quando o coleiro tem pouco espaço para se exercitar. Para não ter de enfrentar este mal, basta oferecer sempre ao coleiro verduras e uma gaiola com um espaço mínimo de locomoção. Em casos já consolidados, em que o coleiro tem dificuldades para evacuar, recomenda-se uma pequena pitada de sal-de-frutas (o chamado "ENO") na água, trocando a mesma antes de virar o dia.

Coleiro Arrancando as Próprias Penas:

Isto ocorre, provavelmente, por algum desequilíbrio na alimentação da ave. Nestes casos, o coleiro estaria procurando, nas próprias penas, substâncias de origem animal que seu organismo necessita. Sugere-se larvas de tenébrio molitor ou de "praga da granja" (que é um tenébrio de menor porte, mais adequado ao tamanho do coleirinho). Mas este hábito, de arrancar as penas pode, com o tempo, tornar-se um vício para o animal (mesmo ele já estando com sua alimentação equilibrada).

Coleiro Não Faz a Muda:

Pode acontecer de um coleiro nunca completar sua muda (ficar muito tempo sem as penas). Isso pode estar acontecendo pelo fato de o coleiro não ter descanso. Ele é sistematicamente exposto a desafios com outros machos (seja ouvindo ou vendo) e seu organismo não consegue fazer o descanso que ele precisa para fazer uma muda tranqüila. Ele também pode estar sendo excessivamente exposto a uma (ou mais) fêmeas. Nestes casos deve-se encapar o coleiro, deixando somente uma parte da gaiola aberta, e impedir que ele escute outros machos. Assim, ele vai "sossegar" e fazer uma muda saudável. Também é sempre recomendado oferecer uma grande variedade de alimentos (para que não falte nada a ele) e um complexo vitamínico na água (por exemplo: Vitagold, 2 gotas para 50ml, 2 vezes por semana).

Fêmea com Ovo Entalado:

Algumas fêmeas menos experientes podem ser acometidas do chamado "ovo preso". O ovo fica entalado e a fêmea não consegue botar. Este problema é diagnosticado quando a fêmea desmonta seu ninho, ou senta-se sobre as penas do rabo. Uma alternativa de tratamento é pingar uma gota de óleo no canal de saída do ovo. Outra é colocar a fêmea sobre um pouco de vapor. Uma terceira é dar uma gotinha de azeite morno (nunca azeite quente) no biquinho da fêmea, pegá-la com a mão, abrir suas asas e fazer movimentos delicados no seu abdômen, de cima (da garganta) para baixo (à cloaca).

Peito Seco (Coccidiose):

Fica evidente quando o pássaro apresenta diarréia, com as penas eriçadas, fica no canto da gaiola, quietinho, sem se alimentar e seu peito fica proeminente. A coccidiose é contraída quando, de alguma forma, o coleiro ingere as próprias fezes. Isso pode acontecer quando ele agarra verduras com o pé sujo de fezes e depois leva o alimento à boca. Para diminuir as chances de seu coleiro ficar doente é recomendado manter os poleiros sempre limpos. Também recomenda-se tirar as banheiras do coleiro quando ele não está tomando banho (pois ele pode fazer cocô na água e, em seguida, bebê-la). A coccidiose é, em muitos casos, letal, difícil de ser tratada. Para o tratamento desta doença há várias sugestões de medicamentos específicos: Nalyt Plus, Coccinom, Coccidex. Basta procurá-los em lojas especializadas.

6 comentários:

Willian Guilherme Batista Benacheski disse...

Obrigado Pelas Informações assim irei Cuidar Melhor de Meu Coleiro !!! Eu Gostaria Q me Mandassem Sugestões De comidas e Vitaminas !! Obrigado

VANDERSON disse...

GOSTARIA DE SABER SE JÁ TEVE ALGUMA DOENÇA DO TIPO: O COLEIRO NÃO SE EQUILIBRA NO PULEIRO, ENXERGA MAL,NÃO CANTA, FICA COMO SE ESTIVESSE TONTO SE ALIMENTA MAL PELA PERDA DA VISÃO, SE ALGUÉM JÁ VIU ALGUMA COISA DESSE TIPO, POR FAVOR PRECISO DE ORIENTAÇÃO OBRIGADO...

junior disse...

GOSTARIA DE SABER SE JÁ TEVE ALGUMA DOENÇA DO TIPO: O COLEIRO NÃO SE EQUILIBRA NO PULEIRO, ENXERGA MAL,NÃO CANTA, FICA COMO SE ESTIVESSE TONTO SE ALIMENTA MAL PELA PERDA DA VISÃO, SE ALGUÉM JÁ VIU ALGUMA COISA DESSE TIPO, POR FAVOR PRECISO DE ORIENTAÇÃO OBRIGADO...

Nunca desça do salto disse...

Meu coleiro parou d cantar, a plumagem dele está muito diferente..um amigo de roda me disse que acha q ele tem um tumor. nenhum veterinario aqui consegue me ajudar. SOCORRO!

TENERE disse...

URGENTE!!!! COLEIRO DOENTE!!!
Pessoal preciso muito da ajuda de vcs...Tenho um coleiro que esta comigo a 13 anos.Da uns dias para cá notei que ele está com o abdomen perto da cloaca muito volumoso de cor muito amarelada,não sei o que fazer,já que os veterinários que procurei não examinam esse tipo de passáros. Que doença pode ser essa? Por favor me ajudem me respondendo via e-mail que remédio posso administrar para ele!Obrigado MEU E-MAIL é hugojpneto@hotmail.com me ajudem.

Julio FERNANDES disse...

Me ajude porfavor, meu coleiro esta com o papo inchado e quase não se meche ... Respira somente de bico aberto, com sinal de cansaço... O que pode ser.... ME AJUDEM ... URGENTE....